Entenda as fases do luto

Segundo pesquisas realizadas pela psiquiatra suíço-americana Elisabeth Kübler-Ross, o luto passa por 5 estágios descritos a seguir, mas não necessariamente ocorrem na mesma específica. E pode variar de pessoa para pessoa. Os estágios podem ajudar a entender e contextualizar o momento pelo qual está passando.

1-NEGAÇÃO

A primeira reação é o choque e a negação. É difícil entender e aceitar o que aconteceu. É comum, neste momento, racionalizar a situação e minimizar o impacto que ela tem e terá em nossas vidas. Não é uma negação de que o fato aconteceu, a sensação de “não consigo acreditar que não vamos mais nos ver”…

2- RAIVA

Pode acontecer de culparmos o ente-querido que morreu por nos deixar. Dirigimos a raiva a todos a nossa volta: o médico não pode diagnosticar a doença a tempo, raiva de si mesmo por não ter feito as coisas diferente e assim por diante. A raiva pode chegar até a ser dirigida à Deus, ao destino ou ao universo. Para outros, a raiva pode se dirigir a si mesmo e se transformar em culpa. Nestes momentos pode ser um alívio poder admitir a raiva.

3- NEGOCIAÇÃO

Nessa fase busca-se fazer algum tipo de acordo de maneira que as coisas possam voltar a ser como antes. Começa uma tentativa desesperada de negociação com a emoção ou com quem achar ser o culpado de sua perda. Promessas, pactos e outros similares são muito comuns e muitas vezes ocorrem em segredo.

4-DEPRESSÃO

É uma fase mais profunda do luto. Tristeza, desolamento, culpa, desesperança e medo são emoções bastante comuns. É um momento em que acontece uma grande introspecção e necessidade de isolamento, aparece quando a pessoa começa a tomar consciência de sua debilidade física, já não consegue negar as condições em que se encontra atualmente, quando as perspectivas da perda são claramente sentidas. Curiosamente essa fase mais depressiva pode ocorrer um tempo depois da perda, não imediatamente a ela. É quando realmente caiu a ficha do “fim”. Essa “depressão” não é como a depressão de um diagnóstico clínico, é uma reação natural a perda. Nesta fase, um acalento físico pode ser muito importante, como um abraço amigo.

5- ACEITAÇÃO

nesse estágio a pessoa já não experimenta o desespero e não nega sua realidade. As emoções não estão mais tão à flor da pele e a pessoa se prontifica a enfrentar a situação com consciência das suas possibilidades e limitações. Claramente o que interessa é que o paciente alcance esse estágio de aceitação em paz e com dignidade, mas a aceitação não deve ser confundida com um estágio feliz, ela é quase destituída de sentimentos.
É o momento em que ficamos realmente em paz e entendemos de coração porque aquela relação não deu certo.

Fontes: www.psiconlinews.com/2015/05/5-fases-luto.html
http://www.alynebarbosa.blogspot.com/…/as-5-fases-do…

Grupo Parque das Palmeiras – Assistência Póstumas 24h – Cemitério Parque/ Crematório/Funerárias?Planos Funerários – 91-3277-7000

Compartilhe Esse Post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados